Secretaria Municipal de Saúde proporciona Curso de capacitação SBV-APH Socorrista Profissional aos condutores de Ambulâncias de Glória de Dourados

| ADAUTO DIAS / DIAS MS


Prefeito Aristeu Nantes e secretária de saúde Janete acompanhado a capacitação aos profissionais - Fotos Adauto Dias

Objetivando oferecer melhores condições de trabalho aos profissionais do transporte de pacientes no município, o prefeito Aristeu Pereira Nantes determinou a secretaria municipal de saúde para que fosse realizado mais um treinamento SBV-APH – suporte básico de vida e atendimento pré-hospitalar, proporcionando atendimento eficiente a nossa população, capacitando periodicamente os responsáveis por este trabalho que exige rapidez e conhecimento no socorro as vítimas em Glória de Dourados.

O curso de capacitação SBV-APH (Socorrista Profissional) foi ministrado pelo instrutor André Jean Farias Ribeiro, Bombeiro civil da cidade de Itaporã, e contou com a presença além dos condutores de ambulâncias que foram capacitados, o prefeito Aristeu Nantes, secretária municipal de saúde Janete G. Kochinski de França e o supervisor de transporte  na saúde Rodrigo Serafim Rocha.

O chefe do poder executivo municipal com os responsáveis pela secretaria municipal de saúde teve a preocupação de adquirir novos veículos para esse trabalho, e atualmente disponibiliza de 3 ambulâncias tipo (A) equipadas com suporte básico, contando com 8 motoristas em regime de plantão 24:00 horas,  devidamente capacitados para exercer a função de socorristas e transporte de pacientes críticos para unidades de referência da micro região.

A secretária municipal de saúde Janete Kochinski ressalta a importância desta capacitação, “a secretaria tem como prioridade trazer sempre aos condutores de veículo de emergência, atualização no atendimento pré-hospitalar (APH), considera-se como nível pré-hospitalar móvel na área de urgência e emergência, o atendimento procura chegar precocemente à vítima, após ter ocorrido um agravo à sua saúde (de natureza clínica, cirúrgica, traumática, inclusive as psiquiátricas), que possa levar a sofrimento, sequelas ou mesmo à morte, sendo necessário prestar atendimento com transporte adequado a um serviço de saúde”. Concluiu a secretária.