Madrinha e principal incentivadora primeira dama Irene Alencar apresenta equipe do Projeto Bem Nascer em Glória de Dourados.

Por Adauto Dias / diasms em 23/02/2022 às 16:56:45

Equipe do Bem Nascer de Glória de Dourados - Foto Adauto Dias

Com o lançamento do Projeto Bem Nascer - Mato Grosso do Sul, pacto estadual pela redução da mortalidade materna e infantil. Ação tem a primeira-dama Irene Alencar como madrinha do projeto, assessorada pala secretária municipal de saúde Janete Kochinski e profissionais da área.

Desenvolvido pelo Governo do Estado como um conjunto de ações e investimentos que buscam reduzir o alto índice de mortalidade materna e infantil. Lançado ainda no final de 2021, o projeto teve a adesão dos 79 munícipios sul-mato-grossenses, sendo que 75 deles serão equipados com aparelhos de ultrassom.

"Estamos muito felizes em fazer parte deste projeto; é mais uma conquista para a Saúde da nossa cidade. Com o equipamento novo de ultrassom portátil que já foi depositado o recurso pelo Governo do Estado, poderemos atender com mais agilidade e qualidade as nossas futuras mamães, ampliando ainda mais os serviços da nossa rede de cuidados materno-infantil". Afirmou a secretaria Janete.

Em todos os municípios do Estado, o projeto "Bem Nascer MS" contará com a mobilização de uma madrinha, pessoa que será responsável por apoiar a estruturação e o funcionamento do projeto no local de atendimento e representá-lo perante o MS. Que em Glória de Dourados é a nossa primeira dama Irene.

O Projeto "Bem Nascer MS" vem apoiar a assistência quanto a qualidade dos serviços de saúde que por muitas vezes, não tem tido potência suficiente para evitar mortes evitáveis tanto materna quanto infantil em Mato Grosso do Sul. Por isso, o projeto será a pedra fundamental para a estruturação dos serviços de saúde, qualificação de profissionais, além do aperfeiçoamento e atualização de toda a rede materno-infantil do Estado.

Além da Atenção Primária, o "Bem Nascer MS", quer oferecer melhorias no atendimento e qualificação do transporte sanitário; além de lives e webs conferências periódicas, palestras em escolas, orientando os adolescentes, quanto as medidas preventivas de doenças.

Todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul confirmaram adesão ao "Bem Nascer". Além de receber equipamentos para intensificar as consultas do pré-natal e fazer acompanhamento diferenciado grávidas de alto risco, os municípios receberão incentivos financeiros de R$ 20 a R$ 30 mil por mês, para custeio das atividades dentro do programa, que tem caráter permanente. O programa "Bem Nascer MS", conta com investimentos de mais de R$ 14 milhões na estruturação da rede de atendimento materno-infantil no Estado.

Comunicar erro