Gerente de fazenda que humilhou caminhoneiro é preso pela Polícia Civil, em Goiás

Por Jornal Caminhoneiro. em 19/05/2022 às 09:40:07

Na manhã dessa terça-feira (17), a Polícia Civil realizou a prisão de F R, gerente da fazenda Bianco e que humilhou um caminhoneiro que subtraia algumas espigas de milho às margens da GO-346, Km 14, em Cabeceiras, no estado de Goiás.

Durante a abordagem o homem utilizou de termos tais como: "vou mostrar como faz agora essa goianada roubando milho, não tem vergonha na cara, não tem caráter" e "aqui em Goiás, essa goianada tem o costume de pegar as coisas dos outros".

Após análise do vídeo e de diligências investigativas, se constatou que o homem ao abordar o motorista portava, possivelmente, uma arma de fogo tipo pistola e momentos antes da abordagem disparou com a arma para intimidar o trabalhador.

Considerando que o homem (F.R.) cometeu, em tese, delitos previstos na lei de racismo e no estatuto do desarmamento, quais sejam: de praticar discriminação devido a procedência nacional com divulgação em meios de comunicação e de porte de arma de fogo e disparo de arma de fogo (respectivamente art. 20, parágrafo 2º, da Lei 7716/1989 e art. 14 e 15 da lei 10.826/03).

A autoridade policial representou ao juízo pela concessão de Mandados de Busca e Apreensão que foi deferido pelo juízo, nos autos do processo nº 5282114-94.2022.8.09.0044, tendo sido cumprido nesta data.

Durante as buscas, a Polícia Civil logrou êxito em localizar 6 armas de fogo, sendo: 1 pistola 9mm, 1 revolver calibre 32, 4 espingardas.

Na oportunidade foi lavrado um Auto de Prisão em Flagrante.

As investigações prosseguem e ao final em se confirmando o investigado F.R. poderá ser indiciado pelos quatro delitos supramencionados. Participaram da operação cerca de 15 policiais civis da 11ª Delegacia Regional de Polícia.


Comunicar erro